Tensão em julgamento do caso das agressões no bairro da Jamaica com arguidos revistados à entrada

Episódio remonta há dois anos e levou a uma manifestação na Avenida da Liberdade. Ministério Público acusou depois um agente da PSP e quatro elementos da família Coxi. Julieta Luvunga, a mãe, é acusada de desobedecer a detenção. Afirmou em tribunal: “Foi com o cacetete que os polícias me deram que caí no chão.”

Foto
daniel rocha

Reforço policial num tribunal com muito pouca gente, revista dos arguidos à entrada da sala de audiências: o julgamento do caso do bairro da Jamaica, onde quatro elementos da família Coxi e um agente da PSP estão a ser julgados, começou esta quinta-feira num ambiente de tensão e gerou a indignação de advogados dos arguidos. “Nunca vi nada assim”, afirmou José Semedo Fernandes, que defende Hortêncio Coxi.