Etiópia: entre o Ruanda e a Jugoslávia?

A desintegração da federação etíope é uma perspectiva assustadora para África. Não se trata apenas de uma simples guerra civil entre o governo de Adis Abeba e a região do Tigré. Há conflitos cruzados entre as regiões e etnias. Entretanto, o terror está instalado.

A Etiópia era, até há meses, considerada um pilar de estabilidade na região do Corno de África. Era uma potência regional, historicamente legitimada por nunca ter sido colonizada. É o segundo Estado cristão da História, a seguir à Arménia. E, logicamente, é a sede da União Africana. Viveu duas décadas de acelerado crescimento económico. Subitamente, passou a estar ameaçada de implosão. É um dos conflitos mais mortíferos do planeta. E há a possibilidade real de se transformar num perigoso conflito regional.

Os leitores são a força e a vida do jornal

O contributo do PÚBLICO para a vida democrática e cívica do país reside na força da relação que estabelece com os seus leitores.Para continuar a ler este artigo assine o PÚBLICO.Ligue - nos através do 808 200 095 ou envie-nos um email para assinaturas.online@publico.pt.
Sugerir correcção
Ler 12 comentários