Mohammed era pastor de camelos e pisou uma mina em tempo de paz

É o maior muro construído em areia do mundo. Tem mais de 2700 quilómetros e foi erguido por Marrocos. De um lado e de outro há milhões de minas, armas cegas que disparam sem saber sequer se há uma guerra.

Foto
Mohammed, o pastor de camelos transformado em lojista por causa de uma mina Sofia Lorena

À entrada de Marrocos no Sara Ocidental, na Marcha Verde de 1975, estava Franco moribundo e os espanhóis, incluindo os sarauís, esperavam pela transição que se adivinhava, seguiram-se massacres, detenções, êxodo. Os sarauís chamam Marcha Negra ao acto inaugural do seu martírio. Dezenas de milhares fugiram e encontraram refúgio no mais árido dos abrigos, o Sara argelino, num movimento que separou famílias e fez dos sarauís um povo dividido.