Mulheres sem abrigo são mais do que parece. Algumas identificam-se como mães, embora desacompanhadas

Primeira tese de doutoramento sobre mulheres em situação de sem abrigo traça caminho percorrido até aquele ponto e mostra importância que atribuem às relações, sobretudo as de maternidade.

Foto
Os últimos dados conhecidos, apurados em Dezembro de 2019, apontam para 4340 sem-abrigo no país Paulo Pimenta (arquivo)

As mulheres em situação de sem abrigo não são tão poucas como parece: mais depressa encontram alternativas à rua e quando não o fazem tendem a camuflar-se. Muitas continuam a identificar-se como mães, apesar de não estarem acompanhadas pelos filhos.