SNS não cobra às seguradoras dinheiro que lhe é devido por acidentes. Falha dura há sete anos

Houve uma alteração ao sistema de prescrição de medicamentos, mas o SNS continua a não cobrar algumas despesas que deviam ser cobertas por seguradoras. Estado não sabe quanto fica por receber.

Foto
A falha aplica-se a acidentes de viação, de trabalho e pessoais Nelson Garrido

O problema foi detectado em 2014, no ano seguinte foi publicada uma portaria em Diário da República e, já em 2019, foi introduzida uma alteração no sistema de prescrições médicas. O objectivo era corrigir uma falha que pode representar perdas anuais de milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde (SNS) a favor das seguradoras. Apesar disso, os montantes continuam por cobrar e o Estado não sabe quanto tem a receber.

Sugerir correcção
Ler 40 comentários