Maioria da população do Líbano em risco de perder acesso a água potável “em poucos dias”

Há um ano com um Governo de gestão, sem poder negociar empréstimos com o FMI, o Líbano mergulhou numa das maiores crises económicas e financeiras de que há memória nos últimos dois séculos, segundo o Banco Mundial. Sem uma acção urgente, novas doenças vão somar-se à covid-19, alerta a Unicef.

Foto
Filas intermináveis nos postos de combustível em Beirute e noutras cidades do Líbano EPA/WAEL HAMZEH

O colapso da economia do Líbano e a crise política que impede a formação de um novo Governo há um ano, agravados pela pandemia de covid-19 e pela explosão no porto de Beirute, em 2020, deixaram a maioria da população à beira de perder o acesso a água potável, alerta a Unicef.

Sugerir correcção
Ler 14 comentários