Vacinação dos jovens com 16 e 17 anos: “Finalmente vou poder estar com os meus avós”

Nos dois centros de vacinação de Lisboa Norte, neste sábado, são esperados 3500 jovens entre os 16 e os 17 anos que se inscreveram assim que foi anunciada essa possibilidade a meio da semana. Recuperar o convívio perdido e a liberdade para circular sem teste são motivos de alívio e regozijo.

direccaogeral-saude,saude,sociedade,lisboa,servico-nacional-saude,vacinas,
Fotogaleria
Os jovens vacinados neste sábado recebem a segunda dose a partir de 4 de Setembro
Camisa
Fotogaleria
Sofia Baptista antecipou regresso do Algarve: "Estou muito feliz por tomar a vacina"
direccaogeral-saude,saude,sociedade,lisboa,servico-nacional-saude,vacinas,
Fotogaleria
Aliya Magno e a mãe Celmira: "É importante a comunidade estar toda vacinada"
direccaogeral-saude,saude,sociedade,lisboa,servico-nacional-saude,vacinas,
Fotogaleria
Patrícia e Luís Casillas sorriem perante a perspectiva de recuperarem os convívios perdidos
direccaogeral-saude,saude,sociedade,lisboa,servico-nacional-saude,vacinas,
Fotogaleria
Mateus Jaime Brito: "Nós todos passámos por este problema. A única solução é sermos vacinados”
direccaogeral-saude,saude,sociedade,lisboa,servico-nacional-saude,vacinas,
Fotogaleria
Como com os adultos, os jovens preenchem o formulário que é analisado antes de serem chamados

Sofia Baptista chegou a Lisboa já passava das 3h da manhã. O regresso do Algarve, previsto para segunda-feira, foi antecipado para ela e o irmão serem vacinados contra a covid-19 no primeiro dia em que podiam sê-lo. Já com Ricardo Geraldo foi o inverso: atrasou de umas horas a partida para o mesmo destino de férias. Veio sozinho ao centro de vacinação instalado no Estádio Universitário em Lisboa, como fez Mateus Brito, ao contrário de Aliya que está com a mãe “para dar sorte” e porque são “muito amigas”.

Sugerir correcção
Ler 12 comentários