As quotas não fazem mal a ninguém

Portugal não é mais nem menos racista do que outros países. Temos é um trauma colonial para resolver e sempre que nos é possível fugimos a correr do divã do terapeuta.

O Plano Nacional de Combate ao Racismo e à Discriminação, publicado esta quarta-feira em Diário da República, não se limita a reconhecer o que todos reconhecemos: existem grupos que são alvo de discriminação muito precisa, em cujos meios é importante intervir.