Voltar ao escritório preocupa empresas e trabalhadores. O design tem sugestões

“Quando voltarmos ao escritório, não é para ler emails, é para partilhar conhecimento.” Paredes que dançam, sofás-biombo, flexibilidade e espaço. O Club Office da Vitra é uma sugestão para as empresas, mas também uma filosofia.

Foto

“Quando voltarmos ao escritório, o que é que isso significa? Não é para ler emails, é para colaborar, partilhar conhecimento, visões.” Christian Grosen é o CDO da Vitra — o “D” é de design, porque é o chief design officer da Vitra, uma das mais relevantes grandes empresas de design do mundo — desde há um ano. Ou, como agora podemos passar a dividir o tempo, desde a pandemia. Só lhe vemos metade do rosto porque a máscara toma conta do resto sob a luz coral pálido que assume a zona em que estamos no Club Office, o novo modelo de trabalho da Vitra. Há brioches, máquina de cappuccino e omnipresença de bom design. Para Grosen, este podia ser o escritório de muitas empresas no pós-pandemia.