Task force quer sistema de senhas através do telemóvel para evitar filas nos centros de vacinação

Perto de um terço das 34 milhões de doses de vacinas contratadas até ao final do ano, 9,5 milhões, não deverão chegar a Portugal, segundo os últimos cálculos da task force. Os atrasos e incumprimentos das farmacêuticas têm sido o grande inimigo da campanha de vacinação.

Foto
O vice-almirante Gouveia e Melo lidera a task force do plano de vacinação LUSA/MANUEL DE ALMEIDA

Tirar uma senha através do telemóvel para não ter que esperar em exasperantes filas para ser vacinado é a última ideia de Henrique Gouveia e Melo, o vice-almirante que os portugueses se habituaram a ver a cirandar por todo o país envergando o camuflado que representa os três ramos das Forças Armadas. Lá para o início de Agosto, o coordenador da task force (grupo de trabalho) para a vacinação contra a covid-19 acredita que conseguirá concretizar o plano que acabou de engendrar: fazer com que seja possível escolher não só local e a data mas também a hora precisa da vacinação. Sem esperas a manchar a maior campanha de vacinação da história

Sugerir correcção
Ler 21 comentários