Há água nas barragens portuguesas, mas já há pressões a sul. Espanha está pior

No início do Verão, as albufeiras nacionais apresentam uma reserva hídrica que garante o regadio das culturas e o abeberamento do gado, mas, em território espanhol, há regiões onde a guerra pelo acesso à água já começou.

Foto
"É falso o mito da modernização da irrigação, que economiza água", diz organização ambientalista espanhola Ecologists in Action Daniel Rocha

O período estival está a começar com a garantia de que as explorações agrícolas do Alentejo e do Algarve têm asseguradas reservas de água suficientes para suprir as suas necessidades. Os últimos dados, relativos a 30 de Junho, divulgados através do boletim de armazenamento do Serviço Nacional de Informação dos Recursos Hídricos (SNIRH), referem que das 59 albufeiras públicas nacionais monitorizadas, 26 têm uma reserva de água superior aos 80% e apenas quatro contam com um armazenamento inferior a 40%. Um cenário mais desafogado o que o registado em 2020, quando, para o mesmo período, 22 albufeiras apresentavam disponibilidades hídricas superiores a 80% do volume total e 12 tinham reservas inferiores a 40%.