Tiago Rodrigues, o que ele andou para aqui chegar

A conquista de Tiago Rodrigues não é nenhuma vitória da pátria nem do teatro português. É um conseguimento de Tiago Rodrigues, ele mesmo. Não foi o acaso que o fez chegar aonde outros nem tentaram. Foi a carreira, o trabalho, evidentemente o talento e porventura a ambiciosa visão cosmopolita.

Foto
Rui Gaudêncio

É certo que o foguetório já começou. E é justo que se lancem uns foguetes, que se faça até um pequeno fogo-de-artifício. Convenhamos, não é todos os dias que um português se torna director de uma instituição como o Festival de Avignon. Vale a pena celebrar. No entanto, uma coisa deve ficar clara antes que alguém se exalte em proclamações: a conquista de Tiago Rodrigues não é nenhuma vitória da pátria nem do teatro português. É um conseguimento de Tiago Rodrigues, ele mesmo.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários