Aos 85 anos, no coração do Porto, dorme num sofá à espera que o tecto lhe caia em cima

Vive na antiga freguesia da Vitória há quase 60 anos e desde que o tecto do quarto ruiu, há quatro anos, trocou a cama por um sofá na sala, onde dorme coberta por plásticos para se abrigar da água que entra pelas fissuras. O senhorio recusa fazer obras e a autarquia não a enquadra na posição de ter acesso a habitação camarária.

Foto

No segundo andar de um prédio da Rua de São Bento da Vitória, em pleno Centro Histórico, há uma varanda que faz parar turistas. Isto acontece porque essa varanda foi transformada numa floreira onde está uma grande variedade de plantas que dão cor àquela artéria que desemboca num dos miradouros mais visitados do Porto - não são raras as vezes que estrangeiros ou portugueses de visita àquela zona da cidade param para admirar e registar o cenário em fotografia.