Covid-19. Mais uma morte e 519 novos casos. Incidência e R(t) sobem

Há 306 pessoas hospitalizadas em Portugal, mais 11 do que no dia anterior. Dessas, 72 encontram-se nos cuidados intensivos.

Portugal registou nas últimas 24 horas uma morte e 519 novas infecções pelo novo coronavírus, SARS-CoV-2, de acordo com o boletim da Direcção-Geral da Saúde (DGS) divulgado nesta sexta-feira. Tanto a incidência como o índice de transmissibilidade, o R(t), aumentaram em relação à última actualização, e Portugal encontra-se agora na zona amarela da matriz de risco. Entre os novos casos, cerca de 52,8% dizem respeito à região de Lisboa e Vale do Tejo. 

A faixa etária dos 20 aos 29 anos é a que soma mais casos esta sexta-feira: 58 homens, 65 mulheres e três pessoas de sexo desconhecido contraíram o vírus, num total de 126 infecções. A faixa seguinte, dos 30 aos 39 anos, registou 89 casos (40 homens, 45 mulheres e quatro pessoas de sexo desconhecido), e destaca-se, ainda, a faixa dos 40 aos 49 anos com 86 casos (35 homens, 50 mulheres e uma pessoa de sexo desconhecido).

Os internamentos continuam a subir, mas não houve alterações no número de pessoas nos cuidados intensivos. No total, há ainda 306 doentes hospitalizados em Portugal, mais 11 do que no dia anterior, dos quais 72 estão em unidades de cuidados intensivos.

Há, também, mais 295 pessoas recuperadas nesta sexta-feira, num total de 814.318. A única vítima reportada era uma mulher com idade entre os 70 e os 79 anos, residente na região de Lisboa e Vale do Tejo.

Desde o início da pandemia, em Março de 2020, o país soma 855.951 casos confirmados e 17.044 vítimas mortais. Há 24.589 casos activos de infecção, mais 223 do que no dia anterior, e 28.753 contactos em vigilância pelas autoridades, mais 741 do que no último balanço.

Portugal mais “amarelo” com aumento dos indicadores

A matriz de risco — que marca o compasso do desconfinamento pelo cruzamento da incidência do vírus com o índice da transmissibilidade, o R(t) — é actualizada às segundas, quartas e sextas-feiras.

Os dados desta sexta-feira mostram que o país está na zona amarela, com um aumento de ambos os indicadores. O R(t) subiu para 1,07 a nível nacional e para 1,08 no continente. Na actualização de quarta-feira tinham sido registados os valores de 1,05 e 1,07, respectivamente.

Já a incidência a 14 dias por cem mil habitantes é agora de 79,3 casos a nível nacional e 78,4 no continente. Este indicador voltou a aumentar relativamente à actualização anterior, que dava conta de uma incidência de 74,8 casos a nível nacional e 73,6 casos no continente.

Lisboa e Vale do Tejo com mais de metade dos novos casos

A região de Lisboa e Vale do Tejo permanece aquela com a fatia maior de novas infecções, mas registou menos casos do que nos dias anteriores. Foram contabilizados 274 novos casos — o que corresponde a cerca de 52,8% do total em Portugal.

Seguem-se o Norte com 148 infecções, o Algarve com 22, Centro com 21, e o Alentejo com 20. A Região Autónoma dos Açores soma mais 37 casos e na Madeira não foram registadas novas infecções. O boletim desta sexta-feira faz nota de que houve uma descida no número total de casos da Madeira para 9773, "por força da necessidade de transferência de cinco casos para as respectivas regiões de ocorrência”. Por isso, no dia em análise foram notificados dois novos casos, embora não constem no boletim.

Segundo o relatório da DGS, já morreram de covid-19 8951 homens e 8093 mulheres, tendo 11.191 idades acima dos 80 anos, o que corresponde a cerca de 65,7% do total.