UE “em ruptura”: pandemia acentuou a crise de confiança dos europeus

Resposta à covid-19 minou credibilidade do bloco europeu enquanto gestor de crises, sugere sondagem realizada em 12 Estados-membros para o European Council on Foreign Relations.

Foto
Bandeiras da UE hasteadas à entrada do edifício da Comissão Europeia, em Bruxelas YVES HERMAN/Reuters

Há uma enorme crise de confiança na Europa, que se agravou com a pandemia de covid-19 – uma crise de confiança na União Europeia, nos sistemas políticos nacionais e nas alianças históricas. É esta a grande conclusão do mais recente relatório do think tank European Council on Foreign Relations (ECFR), baseado numa sondagem realizada em 12 Estados-membros, incluindo Portugal. Segundo a maioria dos inquiridos, o projecto europeu ainda é, ainda assim, considerado fundamental para a resposta à crise sanitária e às outras crises que lhe seguirão. Mas a UE tem de mudar para ser um actor internacional mais influente, sublinham.