PAN quer “contribuir para a mudança” e “chegar ao Governo”

Secretário de Estado Duarte Cordeiro marcou presença no congresso em que o PAN deixou exigências a António Costa para o Orçamento do Estado para 2022.

Foto
Inês de Sousa Real celebrou o seu 41.º aniversário no último dia do conclave Rui Gaudêncio

O discurso de Inês de Sousa Real no encerramento do congresso do Pessoas-Animais-Natureza, neste domingo, em Tomar, fez lembrar Assunção Cristas nas vésperas do conclave centrista de 2018, em Lamego. A nova líder do PAN prometeu claramente que o partido por si liderado se apresentará às eleições legislativas de 2023, “evidentemente, para ser Governo” (só não disse se seria sozinho ou em aliança). Há três anos, a líder do CDS tinha um sonho idêntico: “Eu vejo-me como primeira-ministra”, assumia, entrevistada pelo semanário Expresso.