Autarca de Setúbal e candidata a Almada começa a ser julgada hoje por causa de 1227 euros

Maria das Dores Meira é acusada de pagar folhetos e outdoors de propaganda eleitoral com dinheiro do município.

Foto
Maria das Dores Meira é candidata a Almada JOSE LUIS COSTA

A actual presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, que é candidata da CDU a Almada, começa a ser julgada nesta quarta-feira de manhã, no Tribunal de Setúbal, por dois crimes de peculato de uso e dois crimes de abuso de poder. A autarca comunista é acusada de ter ordenado a impressão de folhetos e lonas para dois outdoors, material que o Ministério Público (MP) considera propaganda eleitoral, num total de 1227,54 euros pagos pela Câmara de Setúbal.