Prémio Carlos do Carmo para disco de estreia da dupla Lina e Raül Refree

Lançado em 2020 e aclamado pela crítica, o disco Lina_Raül Refree foi agora distinguido com o Prémio Carlos do Carmo, criado em Janeiro pela Sociedade Portuguesa de Autores.

Foto
Lina e Raül fotografados para a capa do disco Lina_Raül Refree LUÍS MILEU/ABC STUDIO

O Prémio Carlos do Carmo, criado este ano pela Sociedade Portuguesa de Autores (SPA), foi atribuído ao disco Lina_Raül Refree, de 2020, que juntou a fadista Lina Rodrigues (que gravou discos como Carolina, 2014; e EnCantado, 2017) ao músico catalão Raül Refree, produtor, entre outros, de trabalhos das cantoras Silvia Perez Cruz e Rosalía. A atribuição do prémio foi votada por um júri presidido por António Victorino d’Almeida e composto por Rui Vieira Nery, Paulo de Carvalho, Tozé Brito e Tiago Torres da Silva, membros dos corpos sociais da SPA.

O disco Lina_Raül Refree foi referido por Gonçalo Frota no suplemento Ípsilon, do PÚBLICO, deste modo, em 20 de Janeiro do ano passado: “Quando uma fadista se junta a um produtor e músico catalão isso pode resultar numa das mais belas estranhezas a que o fado foi sujeito nos últimos anos”, acrescentando que o disco “parte de Amália e encanta num diálogo entre voz, sintetizadores e pianos”. Antes, em Novembro de 2019, o disco era já pré-anunciado numa tournée de Lina e Raul, que passou por palcos de Lisboa, Caldas da Rainha, Coimbra e Braga.

A criação do Prémio Carlos do Carmo foi anunciada em 11 de Janeiro de 2021 pela Sociedade Portuguesa de Autores, dez dias após a morte do fadista que lhe deu nome (a 1 de Janeiro), apresentando-se tal galardão como “uma homenagem sentida a um dos maiores intérpretes musicais portugueses de sempre”. Associado da cooperativa Sociedade Portuguesa de Autores desde 1997, Carlos do Carmo (1939-2021) recebeu em Maio de 2001 o Prémio de Consagração de Carreira e em 2015 a Medalha de Honra da SPA pela qualidade da sua carreira.

O Prémio que, na sua primeira edição, distinguiu o disco Lina_Raül Refree, será entregue aos seus autores no dia 25 de Maio, durante as celebrações do Dia do Autor Português. Segundo a agência que representa Lina e Raül Refree, a UGURU, o seu disco de estreia recebera já o Prémio Coup de Coeur, da Academia Charles Cross (França) e o Prémio da crítica alemã (Preis Der Deutschen Schallplattenkritik), além de ser n.º 1 no World Music Charts Europe (“Disco do ano 2020”) e na revista No Sólo Fado (“Best Portuguese Albums 2020”), mantendo-se no TOP 10 da Transglobal Music Charts durante quatro meses consecutivos, de Fevereiro a Maio de 2020.