Relação com bancos e professores: Nova SBE precisa de “política mais clara de conflitos de interesses”

Cargos ocupados pelo director da faculdade e pelo presidente do Conselho Científico em bancos seriam incompatíveis à luz dos critérios defendidos por uma comissão independente. Instruções dadas a professores sobre assinatura de artigos podem ter sido entendidas como “pressões susceptíveis de afectar a [sua] liberdade.

Foto
Daniel Rocha

A Nova School of Business and Economics (Nova SBE) deve adoptar uma “política mais clara de conflitos de interesses”, considera uma comissão independente, nomeada pelo reitor da Universidade Nova de Lisboa, que analisou as relações daquela faculdade com empresas. Os cargos ocupados pelo director e o presidente do Conselho Científico em bancos parceiros seriam incompatíveis à luz dos critérios defendidos no relatório divulgado esta quinta-feira.