Exilados sauditas sentem-se em perigo depois de um dissidente desaparecer no Canadá

Ahmed Abdullah al-Harbi reapareceu na Arábia Saudita, três semanas depois de uma visita à embaixada em Otava. Estava envolvido em projectos críticos de Riade e os amigos temem que tenha sido forçado a revelar informações sobre a comunidade exilada.

Foto
Relatório da CIA diz que o príncipe herdeiro Mohamed bin Salman "apoia a utilização de medidas violentas para silenciar dissidentes no estrangeiro”. FARES GHAITH/EPA

O misterioso desaparecimento, no mês passado, de um dissidente saudita que residia em Montreal, depois de ter visitado a embaixada do Arábia Saudita em Otava, criou uma onda de medo entre a comunidade canadiana de exilados daquele país.