Independentes avisam que ou se muda a lei ou avançam com partido que os abrigue todos

Isaltino Morais alerta para a “balcanização da política” e acusa PS e PSD de querem “dar uma cacetada nos movimentos independentes e arrumá-los de vez”.

Foto
Moviemntos independentes com muitas dúvidas sobre as eleições autárquicas Nuno Ferreira Santos

A oito meses das eleições autárquicas, os movimentos de cidadãos independentes fazem um derradeiro apelo à Assembleia da República para alterar a lei eleitoral autárquica, não só porque a consideram “inconstitucional”, mas também por levantar constrangimentos às candidaturas que se apresentam a eleições fora dos partidos. Se o Parlamento fizer tábua rasa desta denúncia, admitem fundar um partido, talvez o “partido das autarquias” ou “dos movimentos independentes”.