Este ano, o Entrudo passa-se em casa: as soluções para ter um cheirinho do Carnaval

Primeiro foi a Páscoa, depois o Natal e o Ano Novo. A pandemia tem cancelado festividades por todo o país, e o seu próximo alvo é o Carnaval. Inconformadas, as várias associações e Câmaras Municipais tentaram encontrar a solução no digital, de forma a levaram a folia a casa de todos os seus amantes.

Foto
Reuters/THILO SCHMUELGEN

António Costa confirmou aquilo que todos já sabíamos: “Não haverá, seguramente, festejos de Carnaval”. Em tempos em que a pandemia abalou todos os alicerces da sociedade e a cultura, em todas as suas expressões, foi uma das principais vítimas, há quem não desarme. As associações, escolas de samba e Câmaras Municipais uniram forças e adaptaram-se, de forma a levar um pouco de tradição a casa dos milhões de foliões por todo o país.