Marcelo ganha e consolida resultado, Ventura afirma-se e esquerda afoga-se

Ana Gomes assegurou segundo lugar por 1%, Marisa Matias desaparece e João Ferreira ultrapassou Edgar Silva. O terramoto Ventura anuncia a reconfiguração da direita.

Foto
Marcelo Rebelo de Sousa durante o discurso de vitória Daniel Rocha

Sem surpresa, Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito Presidente da República, com 60,70%, e conseguiu mesmo subir significativamente, em cerca de oito pontos percentuais, a percentagem de votos com que foi eleito para o primeiro mandato em 2016, quando obteve 52%. E até teve mais votos do que então, mais de 2.500.000 agora, contra 2.411.925 votos então. Marcelo Rebelo de Sousa ganha assim força política para o exercício do seu segundo mandato em Belém e para fazer o devido contraponto presidencial ao primeiro-ministro, António Costa, e ao seu Governo.