Acordo com o Chega nos Açores é a decisão “mais grave” de Marcelo, diz Ana Gomes

Na série Conversas Improváveis, com a colunista do PÚBLICO Maria João Marques, a candidata socialista independente rejeita ver-se como populista.

Foto
Ana Gomes nas Conversas Improváveis Rui Gaudêncio

Em cinco anos de Presidência da República, Ana Gomes não hesitou em eleger a decisão de permitir o governo regional dos Açores através de um acordo com o Chega como a “mais grave” de Marcelo Rebelo de Sousa. A candidata foi desafiada pela colunista do PÚBLICO Maria João Marques, na série Conversas Improváveis, a nomear o “pior momento” do primeiro mandato do Presidente.