“Se o Inverno durar, haverá depois”, cantam Pedro e os Lobos

Sete meses após o lançamento do single e videoclipe Dançar ao luar, em Junho de 2020, Pedro e os Lobos regressam ao álbum Depois da Tempestade para nos darem uma canção que parece ajustar-se aos novos (mas ainda velhos) tempos, Se o Inverno durar, o nono e último tema no alinhamento do álbum: “Se o Inverno durar/ Haverá depois”. Pedro Galhoz, fundador e compositor de Pedro e os Lobos, diz que este “é um tema em que está presente a mensagem de esperança, mas também outros temperos bem fortes, como a determinação, o saber resistir e o acreditar que existe um depois da tempestade.” 

Fundado em Almada, o projecto Pedro e os Lobos já lançou quatro álbuns: Pedro e os Lobos (2011), Um Mundo Quase Perfeito (2014), Este Chão Que Pisamos (2016) e, no ano em que foi declarada a pandemia, Depois da Tempestade (2020). Este último, além do criador do projecto, Pedro Galhoz (guitarras e voz), conta com a participação de quatro músicos: Nelson Correia (voz), João Monteiro (baixo e voz) Rui Freire (bateria, percussão e voz) e Rui Almeida (órgão Hammond, Piano e Fender Rhodes).

Apresentado como “um disco recheado de paisagens sonoras que nos fazem viajar por espaços amplos, que nos contam histórias inspiradoras de gente normal, do dia-a-dia, quase sempre esquecida”, Depois da Tempestade diz-se “inspirado pelos grandes clássicos americanos”, como Bruce Springsteen, Bob Dylan, R.E.M. ou Neil Young. No caso de Se o Inverno durar, Pedro Galhoz acrescenta ainda Beck ou os Pink Floyd. 

Sugerir correcção