Covid-19: esta foi a semana com mais mortes desde o início da pandemia em Portugal

Infecção pelo coronavírus SARS-CoV-2 provocou, em média, 85 mortes por dia desde segunda-feira. Este foi o dia com o número de mortes mais elevado desde Março: foram 98 óbitos. Nestes 13 dias de Dezembro, morreram 1054 pessoas (quase um quinto de todas as mortes registadas desde Março).

Foto
Cuidados intensivos em Matosinhos Rui Oliveira/Arquivo

Esta foi a semana com mais mortes por covid-19 registadas em Portugal desde o início da pandemia. Desde segunda-feira, as autoridades de saúde registaram 596 mortes provocadas pela covid-19, o que corresponde a uma média de 85,1 pessoas por dia. Este indicador tinha vindo a subir nas últimas semanas, mas dois novos máximos de mortalidade diária, a que se juntaram a morte de uma jovem de 19 anos na sexta-feira, elevaram esta contagem que, na semana passada, se tinha fixado numa média de 76,6 mortes diárias. 

As autoridades de saúde registaram no sábado 98 mortes provocadas pelo novo coronavírus, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS) este domingo. Este número representa um novo máximo diário de óbitos desde o início da pandemia. Morreram, desde Março, 5559 pessoas devido ao vírus, sendo que no sábado a DGS assinalou duas mortes em pessoas com menos de 40 anos de idade. 

A média de mortes por semana tem vindo a aumentar desde finais de Setembro – na última semana de Setembro e nos primeiros dias de Outubro tinha sido registada uma média de 5,9 mortes por dia. O número de mortes foi subindo nas últimas semanas e, só em Dezembro, registou-se um total de 1054 mortes – o que corresponde a 18,9% do total de mortes registadas desde o início da pandemia (5559 mortes).

Quanto ao número de casos, foram detectadas 4044 novas infecções, elevando o total de casos para 348.744. Este número representa uma diminuição de infecções pelo terceiro dia consecutivo, depois de se registarem 4413 novos casos no boletim de sábado.

O documento diário da DGS mostra ainda um aumento de internamentos e pacientes em cuidados intensivos. Foram internadas 64 pessoas no sábado, aumentando para 3157 o número de pessoas que necessitam de cuidados médicos para recuperarem da infecção. Também aumentaram os casos mais graves, com mais dez pessoas em unidades de cuidados intensivos. São agora 513 pacientes internados nestas unidades.

Existem ainda mais 2869 recuperados, num total de 271.322 desde Março, mês em que se registaram os primeiros casos de infecção por covid-19 em Portugal. Ao todo, há 71.863 casos activos em Portugal. 

Quanto à distribuição dos novos casos, a maioria (2143) voltou a concentrar-se na região Norte, com um total de 53% destes casos. Lisboa e Vale do Tejo (1112) tem aproximadamente 27% dos casos, enquanto a região Centro (520) acolheu cerca de 13%. O Alentejo (162), com 4%, e a região algarvia (66), com 2%, encerram a contagem em Portugal continental.

Nos arquipélagos, a Madeira registou sete novos casos de infecção, 0,2% do total, e duas mortes, enquanto os Açores detectaram sete novos casos, os restantes 0,8% da contabilização nacional.