Finanças culpam PSD por coligações negativas que terão custado já mais de 20 milhões

Finanças estimam em pelo menos 20 milhões o custo das coligações negativas aprovadas no primeiro dia de debate do OE. PSD está em “forte contradição” com o líder, Rui Rio, acusa ministério de Leão.

Marcelo Rebelo de Sousa
Foto
O ministério tutelado por João Leão fez as contas ao impacto das coligações negativas LUSA/TIAGO PETINGA

O Ministério das Finanças estima que as 21 propostas de alteração aprovadas no primeiro dia de debate na especialidade do Orçamento do Estado (OE) para 2021 através de uma maioria negativa têm um “impacto preliminar negativo superior a 20 milhões de euros”, diz fonte das Finanças ao PÚBLICO.