Escócia e Eslováquia são os últimos passageiros do Euro 2020

Escoceses bateram a Sérvia nas grandes penalidades, eslovacos impuseram-se na Irlanda do Norte no prolongamento.

Foto
A festa escocesa depois do desempate por grandes penalidades Reuters/MARKO DJURICA

Fecharam as portas do comboio do Euro 2020 e a Escócia e a Eslováquia foram os últimos passageiros a entrar. Se os eslovacos precisaram de um prolongamento para afastar a Irlanda do Norte, os escoceses foram mais longe e só mesmo no desempate por grandes penalidades se impuseram à Sérvia.

Vinte e quatro anos depois, a Escócia regressa a um Campeonato da Europa, graças a um 5-4 final obtido em Belgrado. Antes de se encaminharem para a marca dos 11 metros, porém, os escoceses colocaram-se em vantagem com um golo de Ryan Christie, aos 52’, e o triunfo parecia garantido nos derradeiros instantes. Até Luka Jovic, de cabeça, aos 90’, obrigar a um prolongamento.

Sem que o nó fosse desatado no tempo extra, a decisão resvalou para as grandes penalidades. Os escoceses foram infalíveis neste capítulo, convertendo os cinco remates, e contaram ainda com uma defesa providencial de David Marshall, a travar o pontapé de Aleksandar Mitrovic e a garantir o apuramento.

Depois da presença em 1996, a Escócia está assim de regresso ao palco maior do futebol europeu de selecções, para se juntar ao Grupo D e às selecções de Inglaterra, República Checa e Croácia, sendo que os jogos serão disputados em Wembley e em Hampden Park.

Autogolo em cima dos 90 minutos

No Windsor Park, os 90 minutos também não foram suficientes para encontrar o vencedor do Irlanda do Norte-Eslováquia, mas a noite acabaria em desilusão para os adeptos da equipa anfitriã.

Aos 17’, a Eslováquia colocou-se na frente do marcador, com um golo de Juraj Kucka. Uma vantagem que os norte-irlandeses só conseguiriam anular aos 88’, quando o central Milan Skriniar fez um autogolo que fixou o 1-1 com se chegou ao fim do tempo regulamentar.

Aos 110’, porém, Michal Duris aproveitou da melhor forma uma das poucas ocasiões de que os eslovacos dispuseram para fazer o golo que valeu a qualificação para o Campeonato da Europa que a pandemia de covid-19 obrigou a adiar para o próximo Verão.

Na prática, isto significa que a Eslováquia, orientada por Stefan Tarkovic, vai integrar o Grupo E do torneio, ao lado de Espanha, da Suécia e da Polónia.