Bayern bate Borussia e lidera isolado

Lewandowski (com dois golos anulados) e Haaland empataram no duelo de goleadores, mas os campeões foram mais felizes na deslocação a Dortmund.

Foto
Haaland e Boateng em duelo pela liderança da Bundesliga LUSA/FRIEDEMANN VOGEL / POOL

O Bayern de Munique venceu este sábado o Borussia Dortmund, por 2-3, em pleno Signal Iduna Park, assumindo a liderança isolada da Bundesliga, com 18 pontos, deixando a equipa de Lucien Favre no terceiro posto, a um ponto do Leipzig, que segue na vice-liderança.

Os campeões alemães tiveram, contudo, de respirar fundo depois do soco no estômago desferido por Marco Reus, a passe de Raphael Guerreiro, na pior altura possível, um minuto para além dos 45’. Um golpe especialmente doloroso depois de o VAR ter invalidado um golo de Lewandowski (26'), por fora de jogo milimétrico, no 300.º jogo do polaco.

Mas o Bayern levantou-se de imediato e respondeu ainda antes do fim da primeira parte, com David Alaba (45+4') a igualar na conversão de um livre indirecto.

O Bayern regressou determinado para o segundo tempo e Lewandowski (48') completou algo que só o Augsburgo conseguira: marcar dois golos ao Borussia, que tinha a defesa menos batida, precisamente com dois golos sofridos. 

O internacional polaco marcava de cabeça, ao primeiro poste e obrigava o Borussia a arriscar cada vez mais para inverter o rumo de um jogo que chegou a parecer resolvido quando Leroy Sané (80') passou por toda a defesa para marcar o melhor golo da partida.

Inconformado, Haaland foi à procura do golo que lhe escapava desde o início, acabando por ser feliz na sequência de mais uma assistencia de Raphael Guerreiro. O jogo estava relançado e o Borussia poderia mesmo ter marcado de novo. Não marcou o Borussia, ameaçou o Bayern, por Lewandowski, que viu mais um golo anulado (90+3').