Castelo Branco abre Parque do Barrocal, “oásis refrescante de História Natural”

Depois de obras de requalificação, é o primeiro fim-de-semana com o Barrocal aberto a visitas.

passeios,castelo-branco,tejo,fugas,ambiente,historia-natural,
Fotogaleria
DR
passeios,castelo-branco,tejo,fugas,ambiente,historia-natural,
Fotogaleria
DR
passeios,castelo-branco,tejo,fugas,ambiente,historia-natural,
Fotogaleria
DR
passeios,castelo-branco,tejo,fugas,ambiente,historia-natural,
Fotogaleria
DR
passeios,castelo-branco,tejo,fugas,ambiente,historia-natural,
Fotogaleria
DR
,Parque
Fotogaleria
DR
passeios,castelo-branco,tejo,fugas,ambiente,historia-natural,
Fotogaleria
passeios,castelo-branco,tejo,fugas,ambiente,historia-natural,
Fotogaleria

São 40 hectares, com “sete mirantes, diversas formações geológicas de interesse, passadiços e trilhos naturais, parque infantil, observatório de aves”, um “verdadeiro parque de natureza em plena cidade”. É o Parque do Barrocal, em Castelo Branco, que, por fim, abre ao público este sábado, 7 de Novembro – às 14h30 e com “entrada gratuita para todos”.

Parte dos "territórios classificados do Geopark Naturtejo Mundial da UNESCO e da Reserva da Biosfera Transfronteiriça Tejo-Tajo Internacional”, o parque foi alvo de obras de requalificação, a partir da recuperação da zona do Barrocal, e abre agora ao público com "medidas de salvaguarda das condições de segurança de colaboradores e de visitantes” no âmbito da pandemia.

"Haverá controlo de entradas e saídas e recomenda-se a utilização de máscara em todo o percurso, sendo obrigatória a sua utilização na zona de entrada do parque”, informa a autarquia de Castelo Branco em comunicado.

A abertura é assinalada com a festa possível e até muito luminosa: será “possível observar um espectáculo de luzes nos céus de Castelo Branco, que reflectem o brilho do Barrocal, representando as fogueiras do passado, a memória do fogo que o consumiu e o renascimento deste espaço” – no Verão, um incêndio arrasou uma zona de matos e destruiu parte de passadiços.

Fotogaleria

“Agora que estão reunidas as condições necessárias, não faz sentido prorrogar a sua data de abertura”, diz José Augusto Alves, presidente da câmara de Castelo Branco.

Assumindo-se como "um oásis refrescante de História Natural”, o Barrocal é resultado de “310 milhões de anos em construção”, oferecendo “uma paisagem granítica característica feita de rochas geradas nas profundezas da Terra, mas moldadas e expostas por centenas de milhões de anos de movimentos tectónicos e períodos climáticos.

Foto

A circulação no parque deve ser feita “apenas pelos trilhos assinalados”.

No período de Inverno, o parque abrirá das 10h às 17h, última entrada para visita completa às 15h30.