Consultas não presenciais nos centros de saúde cresceram 81%

Nos primeiros sete meses do ano fizeram-se 12,4 milhões consultas não presenciais. Especialista sublinha que “realização de uma teleconsulta requer uma estruturação e uma preparação prévias, sem a qual dificilmente cumprirá o seu objectivo”.

Foto
Rui Gaudencio

Entre Janeiro e Setembro realizaram-se nos centros de saúde perto de 23 milhões de consultas, um decréscimo de 2,6% em relação ao mesmo período do ano passado. Mas é no tipo de consultas que está a grande diferença. “Tem-se observado um crescimento expressivo relativamente às consultas não presenciais que, em Setembro de 2020, registava um aumento de 81% face a 2019”, informa, em resposta ao PÚBLICO, a Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS).

Sugerir correcção