Famalicão “vinga-se” e cancela primeira vitória do Boavista

Formação do Bessa esteve a vencer por 0-2, mas deixou escapar dois pontos já em período de descontos, com Javi García e Léo Jardim a falharem depois de terem sido decisivos para os “axadrezados” chegarem à vantagem.

Foto
Riccieli e Chidozie em duelo no Famalicão-Boavista LUSA/MANUEL FERNANDO ARAÚJO

O Boavista esteve perto de alcançar, este domingo, a primeira vitória no campeonato... que deixou escapar no período de descontos, permitindo a igualdade (2-2) na deslocação a Famalicão, em partida cheia de incidências, relativa à quinta jornada da Liga portuguesa.

Famalicão e Boavista voltaram a protagonizar um jogo de alta voltagem, com os minhotos a vingarem o duelo da época anterior, que custou a Europa à equipa de João Pedro Sousa, em que o Boavista “roubou” dois pontos aos famalicenses, depois de ter estado a perder por 2-0.

Desta feita, foi o Famalicão a ter que recuperar de uma desvantagem de dois golos dos axadrezados, que se adiantaram na sequência de um golo portentoso de Hamache (69'), dois minutos de pois de Rúben Lameiras ter desperdiçado um penálti. Léo Jardim defendeu e Lameiras, na recarga, atirou à barra.

Javi García (75') ampliou a vantagem na sequência de um livre. Mas o espanhol acabou por cometer uma segunda grande penalidade que Lameiras não desperdiçou (85'), tendo deixado a equipa reduzida a dez unidades, dando início à recuperação dos locais.

Jardim acabaria por manchar a exibição no segundo golo do Famalicão, um livre directo de Jhonata Robert, que descreveu um arco e traiu o guarda-redes do Boavista, que acabou por desperdiçar a oportunidade de sair do penúltimo lugar, ainda sem vitórias.