Países europeus registam recordes de casos e tentam a todo o custo evitar confinamentos

Primeiro-ministro checo pede cinco vezes desculpa pelo confinamento que tinha prometido que não seria feito.

coronavirus,mundo,republica-checa,italia,franca,europa,
Foto
A República Checa é de momento o país com maior crescimento de casos de infecção pelo SARS-CoV-2 DAVID W CERNY/Reuters

O número de infecções diárias pelo vírus que provoca a covid-19 continuou a somar recordes em vários países europeus: da Áustria à República Checa - países com uma gestão inicial boa da pandemia, mas que esta quinta-feira registaram 2435 e 14.968 novas infecções, respectivamente -, passando pela Bélgica, onde a notícia do internamento da ministra dos Negócios Estrangeiros (e até há pouco tempo primeira-ministra) Sophie Wilmès pareceu sublinhar os avisos que virologistas vêm a fazer desde há duas semanas: que a situação é grave. E, que se não melhorar, vai ser preciso um novo confinamento.