Ex-líder da Octapharma pede afastamento do juiz Carlos Alexandre

Início da instrução do processo O Negativo, marcada para segunda-feira, foi adiado. Caso envolve Paulo Lalanda e Castro, que foi patrão de José Sócrates, e o médico Luís Cunha Ribeiro, ex-presidente do INEM e da ARS de Lisboa, estão acusados de vários crimes, incluindo corrupção.

Foto
LUSA/JOÃO RELVAS

A defesa do ex-responsável da Octapharma Portugal, Paulo Lalanda e Castro, está a tentar afastar o juiz Carlos Alexandre da instrução do processo O Negativo, um caso relacionado com o monopólio que a multinacional conseguiu na venda de plasma inactivado aos hospitais públicos portugueses durante cerca de uma década, em resultado de um concurso público com efeitos a partir de 2000.

Sugerir correcção