Quinze artistas criam "Árvores Solidárias" para ajudar o Hospital de Santo António

O projecto está em exposição na Alfândega do Porto. As árvores-cabide vão ser leiloadas para ajudar a decorar o Centro Materno Infantil do hospital, no Porto.

"Bordallo de corpo e alma" de Bordallo Pinheiro DR
Fotogaleria
"Bordallo de corpo e alma" de Bordallo Pinheiro DR

Com o objectivo de ajudar o Centro Materno Infantil do Hospital Santo António, no Porto, 15 artistas juntaram-se para criar árvores-cabide — objecto de decoração que é também utilitário — que estão agora em exposição e que serão leiloadas no final deste mês de Outubro.

O projecto chama-se "Árvore Solidária" e chega ao público através da Antarte, empresa que produz peças de mobiliário. Numa ideia com o cunho de José Ramos Horta, prémio Nobel da Paz, 15 figuras de diferentes vertentes do mundo das artes criaram 15 árvores-cabide que estão presentes desde Setembro numa exposição de entrada gratuita na Alfândega do Porto.

A lista de criadores é composta por Bordallo Pinheiro, Chakall, Custódio Almeida, Francisco Laranjo, Guilherme Mampuya, Isa Silva, Joana Vasconcelos, Katty Xiomara, Kruella D’Enfer, Manuel Casal Aguiar, Mr. Dheo, Paula Marques, Paulo Neves, Pedro Guimarães e Zulmiro Carvalho.

No final da exposição, as criações vão ser leiloadas e a totalidade do dinheiro angariado vai servir para ajudar a decorar o Centro Materno Infantil do Hospital Santo António do Porto.

A escolha das árvores-cabide foi propositada, já que  este ano se celebram os 15 anos da produção da peça característica da Antarte. “Era importante usar esta peça não só por estar a celebrar 15 anos de existência, mas também porque representa precisamente a vida e o futuro. São momentos difíceis que as famílias vivem naqueles espaços, pelo que queremos com esta iniciativa ajudar a tornar as estadias um pouco mais leves com espaços mais humanizados e parecidos com os seus lares, ajudando assim na sua recuperação”, refere Mário Rocha, CEO da empresa, em comunicado.

Para Paulo Barbosa, presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar e Universitário do Porto (CHUP) “é muito importante do ponto de vista físico e psicológico para os doentes e famílias sentirem que estes espaços foram criados a pensar no seu bem-estar, e que lhes dê conforto e transmitam energia positiva”. 

Já o padrinho da iniciativa, José Ramos Horta, afirma no comunicado que este “é um projeto nobre e ao qual não poderia ficar indiferente”. E continua: “Apoiar as crianças e famílias em fases difíceis é uma grande responsabilidade, mas, para a qual estou e estarei sempre disponível.”

"Quatro perspectivas" de Chakall
"Quatro perspectivas" de Chakall DR
"Persistência" de Custódio Almeida
"Persistência" de Custódio Almeida DR
"Multiplo #1 (natureza reciclada)" de Francisco Laranjo
"Multiplo #1 (natureza reciclada)" de Francisco Laranjo DR
"Árvore da Vida" de Joana Vasconcelos
"Árvore da Vida" de Joana Vasconcelos DR
"Azulejart" de Katty Xiomara
"Azulejart" de Katty Xiomara DR
"A árvore cósmica" de Kruella D'Enfer
"A árvore cósmica" de Kruella D'Enfer DR
"Discurso Essencial" de Manuel Casal Aguiar
"Discurso Essencial" de Manuel Casal Aguiar DR
"Crescimento" de Mr. Dheo
"Crescimento" de Mr. Dheo DR
"Caixa de música" de Paula Marques
"Caixa de música" de Paula Marques DR
"Queda das Folhas" de Paulo Neves
"Queda das Folhas" de Paulo Neves DR
"Árvore com vida" de Pedro Guimarães
"Árvore com vida" de Pedro Guimarães DR
"Diálogo" de Zulmiro Carvalho
"Diálogo" de Zulmiro Carvalho DR
"A árvore da humanidade" de Isa Silva
"A árvore da humanidade" de Isa Silva DR
"O espelho da cultura" de Guilherme Mampuya
"O espelho da cultura" de Guilherme Mampuya DR
Sugerir correcção