Covid-19: carta da Comissão Europeia aponta “bom caminho” para manter fronteiras abertas

Comissão enviou carta aos 27-Estados-membros e ao Reino Unido a apelar a maior coordenação entre os países para que as fronteiras permaneçam abertas em caso de nova vaga de infecções. Eurodeputados Paulo Rangel (PSD) e João Ferreira (PCP) consideram que faz sentido, de modo a evitar a “descoordenação” do início da pandemia.

Foto
Há meses que Bruxelas tenta coordenar a nível europeu as restrições fronteiriças Fabrizio Bensch

A Comissão Europeia está preocupada com uma eventual nova vaga de imposição de restrições nas fronteiras internas da União Europeia de forma unilateral e, por isso, enviou uma carta aos 27 Estados-membros e ao Reino Unido a apelar para uma maior coordenação entre os países e à manutenção das fronteiras abertas. Ao PÚBLICO, os eurodeputados Paulo Rangel (PSD) e João Ferreira (PCP) disseram que não se trata de uma “questão fácil, por mexer com emoções”, mas “faz sentido haver um esforço de coordenação”, para se evitar a “descoordenação” que se viu no início da pandemia de covid-19.