Protecção de Dados aprova videovigilância, sem inteligência artificial, em Portimão e em Faro

Comissão tinha chumbado o pedido de Portimão em Dezembro porque o sistema reconhecia as pessoas filmadas na Praia da Rocha. Cidade de Faro também terá 59 câmaras de videovigilância.

Foto
JOAO GUILHERME / PUBLICO

À segunda foi de vez: a Protecção de Dados deu  autorização para a instalação de um sistema de videovigilância na cidade de Portimão, com a larga maioria das câmaras (51 de um total de 61) localizadas na zona envolvente da Praia da Rocha. Desta vez, a PSP retirou do pedido de parecer a referência à utilização de tecnologia de inteligência artificial (IA) e soft recognition e à captação de som, factores que a Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD) considera que diminuem significativamente o impacto sobre a privacidade e liberdade dos cidadãos e que determinaram o parecer agora positivo.