Estado arrisca-se a perder 150 mil trabalhadores em dez anos

No estudo do ISCTE sobre o Estado da Nação, o perito em Administração Pública avalia uma das medidas de política de contratação adoptada nesta legislatura: a tentativa de ir buscar mil técnicos para o Estado.

estado-nacao-2020,politica,
Foto
NFACTOS/Fernando Veludo

A administração pública deverá perder 150 mil trabalhadores em dez anos e as medidas adoptadas pelo Governo para reforçar o universo de trabalhadores do Estado parecem ter uma taxa de sucesso duvidosa. A conclusão pode ser retirada de uma análise feita à contratação de funcionários públicos por David Ferraz, professor do ISCTE, que consta do estudo O Estado da Nação e as Políticas Públicas 2020, divulgado esta terça-feira pelo IPPS-ISCTE