Regras para o próximo ano lectivo permitem que se sentem dois alunos por carteira

Alunos devem estar a um metro de distância “sempre que possível”, diz a DGS. Com as limitações físicas das escolas “um metro vai transformar-se em 11 centímetros”, antecipam os directores.

covid19,coronavirus,educacao,sociedade,escolas,
Foto
Paulo Pimenta

As orientações enviadas pela Direcção-Geral de Saúde (DGS) às escolas para preparação do próximo ano lectivo permitem que haja dois alunos a partilhar a mesma carteira. A recomendação geral é de que deve existir um distanciamento físico de pelo menos um metro, o que deve acontecer “sempre que possível”. Essa expressão permite às escolas não alterar a configuração das salas. O tamanho das turmas e a área dos espaços de aula não permitem outra solução na maior parte dos casos, garantem os directores.