Messi chegou aos 700 em empate do Barcelona

Catalães empatam (2-2) com o Atlético Madrid em Camp Nou. Real Madrid pode ficar mais confortável na frente.

De pouco valeu ao Barcelona o golo 700 de Messi
Foto
De pouco valeu ao Barcelona o golo 700 de Messi Reuters/ALBERT GEA

Muito se falou durante a semana da situação precária de Quique Setién no Barcelona e dos problemas com Lionel Messi, mas os catalães não conseguiram abafar os problemas com uma vitória. Na noite em que Messi chegou aos 700 golos, o Barça não conseguiu melhor que um empate (2-2) na recepção ao Atlético Madrid (João Félix começou no banco e entrou aos 69’), e pode ver o Real Madrid ficar mais tranquilo na frente da liga espanhola. Com este resultado, a formação catalão ficou com 70 pontos, menos um que o Real Madrid, que irá receber nesta quarta-feira o Getafe com a perspectiva de poder aumentar essa vantagem para quatro pontos.

O único golo do jogo que não foi penálti aconteceu logo aos 11’. Messi marcou o canto do lado direito do ataque do Barça, a bola foi rasteira até à área e Diego Costa, num infeliz toque de calcanhar, direccionou a bola para a própria baliza. Mas o Atlético não demorou muito a nivelar o resultado. Arturo Vidal derrubou Ferreira Carrasco na área, o árbitro assinalou penálti e Diego Costa, na conversão do castigo, permitiu a defesa de Ter Stegen. Mas o juiz do jogo, aconselhado pelo VAR, mandou repetir o lance por um passo à frente do alemão antes do remate, e no segundo pontapé, desta vez executado por Saúl Ñiguez, o Atlético chegou à igualdade aos 19’.

Na segunda parte, aos 50’, o Barcelona recuperou a vantagem com um penálti convertido por Messi, o seu 700.º golo, depois de um lance entre dois “velhos” conhecidos do futebol português - o ex-FC Porto Felipe derrubou o ex-Benfica Nélson Semedo. Doze minutos depois, o Atlético repôs a igualdade, de novo num penálti convertido por Saúl, depois de uma falta de Semedo sobre Carrasco.

Sugerir correcção