Inflação de notas? “Avaliamos o comprometimento e a evolução do aluno, dimensões que o exame não avalia”

Os valores cristãos do Colégio do Rosário e o facto de valorizar outras dimensões além das académicas explicam que o estabelecimento que lidera há seis anos o ranking das médias nos exames esteja também entre os que inflacionam as notas dos alunos, defende a sua directora. Só uma das 11 escolas que, desde 2009, desalinham as classificações internas, saiu da lista.

Foto
Daniel Rocha

Houve apenas uma alteração na lista das escolas secundárias que sistematicamente inflacionam as notas internas dos seus alunos (as que são atribuídas pelos professores), facilitando a sua entrada no ensino superior. O Colégio de Lamego sai deste grupo, em resultado das intervenções que a Inspecção-Geral de Educação e Ciência (IGEC) tem feito nos últimos três anos, mostram os dados relativos a 2018/2019, agora divulgados no portal Infoescolas.