racismo,artes,teatro,culturaipsilon,portugal,musica,
Fotogaleria
Rapper e sociólogo, Chullage nasceu e vive na Margem Sul, partilhando o quotidiano muitas vezes estigmatizado de africanos e afrodescendentes
racismo,artes,teatro,culturaipsilon,portugal,musica,
Fotogaleria
DANIEL ROCHA
racismo,artes,teatro,culturaipsilon,portugal,musica,
Fotogaleria
DANIEL ROCHA
racismo,artes,teatro,culturaipsilon,portugal,musica,
Fotogaleria
DANIEL ROCHA
racismo,artes,teatro,culturaipsilon,portugal,musica,
Fotogaleria
DANIEL ROCHA
Portugal... e depois da pandemia?

Chullage: “Esta transformação vai trazer uma mudança de pele”

Nome fundamental do hip hop português e sociólogo com reconhecido trabalho de intervenção na Margem Sul, Chullage sente que a pandemia tornou óbvio que continuar como antes é impossível. “Vamos viver tempos muito polarizados, mas alguma mudança advirá deles e é a mudança que temos de procurar”.

Músico fundamental do hip hop português, com uma carreira de mais de duas décadas, Nuno Santos, ou seja, o rapper que assina Chullage, destaca-se pela verve com que encadeia versos de questionamento das desigualdades sociais, de denúncia do flagelo do racismo ou de narrativa de comunidade, sempre em busca de um despertar de consciências. Assim o ouvimos nos álbuns Rapresálias (2001), Rapensar (2004) e Rapressão (2012).