Foto

Megafone

Ser Voluntário… no Art for Change

Queres fazer voluntariado mas não sabes por onde como começar? A rubrica Ser Voluntário dá uma ajuda.

Área geográfica: Nacional
Tema: Activismo climático

O colectivo Art for Change surgiu em 2019 através de um grupo de pessoas que acreditam que é possível um mundo justo, em que travámos a crise climática e que a arte pode ter um papel fundamental na transformação do mundo de hoje nesse mundo de amanhã. Assim, a missão deste colectivo passa por mobilizar, capacitar e conectar uma nova geração de “artivismo” (activismo através da arte) pela justiça climática.

O colectivo orienta o seu trabalho pelos princípios da não-violência, do diálogo e da participação cívica nas questões estruturantes dos nossos tempos. Têm sido presença assídua em todos os grandes momentos de mobilização, de greves climáticas à Cimeira do Clima da ONU, em Madrid (Dezembro 2019), passando por acções com alvos mais específicos como a GALP Must Fall ou a Manifestação por uma Transição Justa. Paralelamente, também são parte activa de redes nacionais e internacionais de activismo climático.

A maior acção que o colectivo organizou até ao momento foi o Cineclima, uma semana de cinema e debates por todo o país, para alertar para a crise climática e apontar caminhos de acção.

Qual o impacto do Art for Change?
Em cerca de 12 meses, já passaram pelo colectivo mais de 25 voluntários regulares e colaboraram em mais de dez acções do movimento climático português. Através do Cineclima, organizaram mais 40 sessões gratuitas de cinema e debates em mais de dez cidades.

Como posso ajudar?
Toda a ajuda é necessária e pode passar pela colaboração desde duas a 40 horas por semana. As funções mais comuns são de:
- Gestão de projecto;
- Design e comunicação;
- Facilitação de workshops;
- Gestão financeira e audiovisuais.

O que precisam de mim?
Na lógica de ser um colectivo aberto e horizontal, cada pessoa pode propor-se a qualquer função, assumindo a responsabilidade que isso acarreta. Neste momento existe uma maior necessidade de pessoas com capacidade de gestão de projecto em produção de eventos culturais.

Sugerir correcção