Tribunal aceita afastamento da juíza no caso Rui Pinto

Em causa estava o facto de a magistrada ser cliente, num outro processo, de um advogado que trabalhou numa das sociedades de advogados “espiadas” por Rui Pinto

Foto
Rui Pinto LUSA/MÁRIO CRUZ

O Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) deu nesta quarta-feira provimento ao pedido de recusa (de afastamento) da juíza Helena Leitão, apresentado pela defesa de Rui Pinto, criador do Football Leaks.

“(... ) Julgam-se verificados os pressupostos exigidos por lei e em consequência defere-se o pedido de recusa da senhora juíza de direito Helena Leitão formulado pelo arguido e requerente Rui Pedro Gonçalves Pinto”, refere o TRL.

O pedido de afastamento da juíza Helena Leitão foi apresentado pela defesa de Rui Pinto, por a magistrada ser cliente num outro processo de João Medeiros, antigo advogado da sociedade PLMJ, uma das entidades “espiadas” pelo arguido, segundo a acusação do Ministério Público (MP).

Sugerir correcção