Ilustração

No Dia da Higiene Menstrual, uma pulseira para simbolizar o período

Fotogaleria

São 28 contas, uma por cada dia que dura, em média, o ciclo menstrual. Para muitas das pessoas que menstruam, cinco destes dias são passados a sangrar. Para os marcar, a pulseira da menstruação tem cinco missangas vermelhas e uma mensagem: está na hora de "terminar com o estigma". 

O movimento que organiza o Dia da Higiene Menstrual, assinalado a 28 de Maio desde 2014, lançou o desafio e convida toda a gente a fazer a sua pulseira com os materiais que tiverem disponíveis em casa ou na escola. O objectivo da Wash United, organização alemã sem fins-lucrativos que trabalha para acabar com a crise de saneameno e higiene e coordena a plataforma MH Day, é criar um símbolo para a menstruação, assim como o laço vermelho representa a luta contra o HIV/sida e o arco-íris os direitos LGBTI. Desde 2019 que o período tem o seu emoji, uma gota de sangue (vermelho) que foi considerada um "passo gigante em direcção à normalização dos períodos e à destruição do estigma que os rodeia". 

"Uma higiene menstrual parca, causada pela falta de educação sobre o tema, tabus persistentes, acesso limitado a produtos de higiene e infraestruturas sanitárias insuficientes prejudicam as oportunidades de educação, saúde e estatuto social de mulheres e crianças em todo o mundo", lê-se na apresentação do MH Day, que, em conjunto com ONG parceiras, organiza eventos educativos em 74 países. 

A pulseira da menstruação não é uma ideia nova: há escolas que a usam para ensinar o ciclo menstrual aos mais pequenos e activistas pela igualdade de género que as empunham em protestos. Agora, a MH Day quer elevá-la de acessório a símbolo. Para quem não tem jeito para o artesanato, quatro artistas criaram gifs e ilustrações que a incluem e podem ser partilhadas nas redes sociais. Sugestão de hashtag#ItsTimeForAction

Sugerir correcção