Startup de Coimbra abre candidaturas para 20 estágios pagos

Em parceria com a Universidade de Coimbra, a The Loop Co. abriu 20 vagas para quem terminou os estudos há menos de dois anos. Candidaturas abertas até 31 de Maio.

Foto
Nelson Garrido

O Summer Internship Program da The Loop Co. e da Universidade de Coimbra está de volta. Há 20 vagas para estágios, com a duração de três meses, na empresa dedicada a projectos de economia circular, e uma remuneração mensal entre 350 e 650 euros, dependendo da disponibilidade dos candidatos. O programa destina-se a todos os estudantes de gestão de operação, serviço ao cliente, marketing, redes sociais, programação e data science que tenham terminado a licenciatura ou o mestrado há menos de dois anos.

As candidaturas estão abertas até 31 de Maio no site da startup. Devido à pandemia, o recrutamento vai ser feito à distância, mas a partir de 1 de Julho os candidatos começam a trabalhar presencialmente com a equipa da The Loop Co, em Coimbra.

Três dos participantes da última edição do Summer Internship Program acabaram por integrar a equipa da empresa. “A The Loop Co. está a crescer, não só em número de projectos como dentro dos projectos já existentes, pelo que queremos reforçar a equipa. Esperamos, no final do Verão, acolher alguns dos participantes nas diversas áreas onde actuamos”, refere João Bernardo Parreira, presidente executivo da The Loop Co., numa nota de imprensa.

Foto
Equipa da The Loop Co. DR

A experiência de edições anteriores foi “muito positiva”, garante João Bernardo Parreira, para quem a iniciativa dinamiza a cidade de Coimbra. “Este ano, dado o contexto actual, com tantas empresas em dificuldades e com muitos despedimentos a acontecer, este tipo de iniciativas ganha uma importância ainda maior, para criar oportunidades para os jovens e passar-lhes uma mensagem de esperança”, afirma.

A The Loop Co. nasceu em 2016 em Coimbra, no ramo da economia circular, através da criação do serviço de venda e compra de manuais escolares usados, Book in LoopMais tarde nasceu o BabyLoop, um serviço semelhante ao Book in Loop, mas para produtos para bebé dispendiosos, como carrinhos ou berços. Desde então, a empresa juntou-se à Fundação Calouste Gulbenkian e criou uma equipa de técnicos de software e hardware que colabora com a Agência Espacial Europeia.

Texto editado por Ana Maria Henriques