Letras galegas
Moncho Rama

O galego vai salvar-se no português?

O Dia das Letras Galegas celebra neste ano o “mais notável escritor reintegracionista”, Carvalho Calero. A adopção de uma ortografia comum com os países de língua portuguesa divide opiniões numa região onde o castelhano se vai tornando sorrateiramente dominante. Viagem ao galaico-português cujo rio Minho não separou.

Santiago de Compostela ouviu a Grândola do Zeca primeiro que todos os outros lugares: a 10 de Maio de 1972, o português José Afonso, que considerava a Galiza a sua “pátria espiritual”, tocou por ali a canção que se tornou num importante símbolo da Revolução de Abril. Hoje, a poucos metros do lugar onde o cantautor apresentou as estrofes “O povo é quem mais ordena dentro de ti, ó cidade”, está lá, há pouco mais de uma década, um parque imortalizado com o seu nome.