Algarve quer contratar vigilância privada para fiscalizar praias

Proposta já foi apresentada ao Governo. Ministério do Ambiente está a últimar manual para a época balnear. Marinha vai mandar para a costa mais fuzileiros. Praias não vigiadas são uma preocupação acrescida com pressão de banhistas

Foto

A contratação de vigilantes privados para fiscalizar as praias algarvias é uma das propostas que os autarcas apresentaram ao Governo, que está ainda a estudar o dispositivo e o enquadramento legal para impor restrições de acesso durante a época balnear em tempo de pandemia. “Algumas câmaras estão disponíveis para contratar vigilantes que, em articulação com as capitanias, possam assegurar o cumprimento das normas a definir pela DGS”, declarou ao PÚBLICO o presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve (Amal), António Pina, lembrando a “complexidade” da definição do mapa das zonas balneares.