Acolhimento de sem-abrigo em centros temporários pode prolongar-se até Setembro

Pavilhão do Casal Vistoso poderá ficar aberto até Setembro, se se justificar. Câmara está a ultimar a abertura de mais um centro de acolhimento temporário, no Parque das Nações. E a estudar como vai arranjar forma de que quem está nos centros não tenha de regressar de novo às ruas.

Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria

Entre as frágeis camas do Pavilhão do Casal Vistoso, avistam-se umas pinturas que parecem retratar aquele campo desportivo, agora adaptado a centro de acolhimento de pessoas em situação de sem-abrigo. Jaime Rentería mostra-as, orgulhoso. Está no centro há um mês e meio. Tinha chegado há umas semanas a Lisboa para participar numa exposição. “E depois isto aconteceu. Fechou tudo. Estava a tentar ficar num hotel e vender as minhas pinturas na rua, mas depois não havia ninguém para comprar, por isso fiquei sem dinheiro para pagar o hotel e tive de ir para a rua.”