Óculos
Capa da revista "Cambio 16" com Silva Pais, chefe da PIDE/DGS

O apelido Oneto, o director da PIDE e o retrato de “Che”

Em Setembro de 1974 a revista Cambio 16 apresenta na capa a fotografia de Silva Pais em Caxias naquela que foi a primeira das únicas três entrevistas que o director da PIDE deu na cadeia. Um furo jornalístico de Pepe Oneto, que tirou partido de ter o mesmo apelido de Fernando Oneto, da Comissão de Extinção da PIDE/DGS e um dos responsáveis pela prisão.

Portugal andava num frenesim, enredado já em contradições políticas internas, mas a respirar ainda os ventos da revolução. E Pepe Oneto andava encantado com os ares de liberdade que se respiravam no seu país vizinho. O jornalista da Cambio 16 — a revista cujo nome não era inocente porque protagonizava um cambio (mudança) da Espanha franquista para a democracia — andava também numa roda-viva entre Madrid e Lisboa. Em 16 de Março de 1974, fora um dos cinco jornalistas estrangeiros que estiveram em frente ao RI5 das Caldas da Rainha aquando da tentativa de golpe de Estado que fracassara. No 25 de Abril veio a correr para Lisboa e, nos anos seguintes, ele e os seus colegas da revista desdobram-se em reportagens sobre Portugal que serão várias vezes capa da revista e que procuram influenciar o rumo dos acontecimentos em Espanha, na sua transição para a democracia.